Temos batido na mesma tecla desde que Batman V Superman estreou e foi detonado pela crítica, mas é necessário continuar falando sobre isso. A DC/Warner tentou fazer com um filme o que o pessoal da Marvel levou 11 anos e muitos erros para concretizar : um universo compartilhado. Mesmo sendo fã da empresa, é inegável que o filme que coloca os três maiores heróis já criados falhou feio. Não que seja preciso copiar os passos da rival para ter sucesso com o novo jeito de franquias que a própria criou, mas justamente por isso, a DC acabou se apressando e ‘testando’ o que tem num momento em que não se pode vacilar muito no mercado de super-heróis pois você se tornará esquecido (vide Quarteto Fantástico de 2015).

Muita gente reclamou dizendo que Capitão América : Guerra Civil deveria encerrar o universo Marvel dos cinemas, ou pelo menos ser depois que todos os outros heróis já estivessem estabelecidos para dar mais volume ao confronto, mas a mesma coisa aconteceu em Batman V Superman. O mais plausível seria começar com O Homem de Aço, em seguida um filme solo do Batman e outro da Mulher-Maravilha para enfim juntá-los em um único filme e colocá-los para se combater, lançando a Liga da Justiça como o quinto filme do estúdio, onde o público já teria uma empatia MUITO maior com todos os personagens. Mas não adianta ficar lamentando o passado ou supondo o que deveria ser feito, o foco agora é o futuro. E o futuro é incerto.

Vamos ignorar Esquadrão Suicida e falar do que realmente pode somar para a DC. Com certeza o filme mais esperado dessa nova leva (e também o mais misterioso) é o do nosso querido Batman.

Vamos recapitular a história :

Todos foram à loucura quando Ben Affleck assumiu o cargo de diretor e roteirista do filme, além de ser o protagonista. Afinal, ele é um vencedor de Oscar, tem uma visão diferente e ele próprio vai atuar o que dirigiu, não vai querer passar vergonha, e disse que o filme só sairá do papel quando estivesse perfeito. E por esse motivo  abandonou o cargo de diretor. Ele disse publicamente que foi por causa da enorme responsabilidade que o herói carrega, mas com certeza ele já tava de saco cheio dessa merda e se o filme fosse no mínimo razoável já ia espalhar na cara dele. Isso mesmo, se for razoável será ruim. Isso se deve ao grande hype criado e a oportunidade de ver uma nova versão do herói nos cinemas depois de anos. Pode-se dizer que a culpa é dos fãs (mas é mesmo), porém não só deles. Tendo o Batman como maior símbolo nos cinemas, errando em seus filmes anteriores e perdendo a confiança do grande público, a Warner precisa usar tudo o que tem de melhor no filme do Homem-Morcego.

Matt Reeves, diretor dos novos Planeta dos Macacos e Cloverfield, entrou em negociações com a Warner para comandar o projeto, e a euforia voltou aos fãs. Rumores começaram a inundar a internet, dizendo que o cara ficou puto com os cortes criativos que a Warner colocou, e tava desistindo do projeto, mas ontem (24) a informação virou oficial, e sim, teremos Reeves na direção do filme. Só não se sabe pra quando. As filmagens devem começar no segundo semestre dese ano, mas sem data de lançamento marcada. Lembrando : o único problema resolvido até agora foi a questão do diretor. O roteiro deve continuar do jeito que fez Ben Affleck desistir do cargo : uma bosta. Ou razoável. Mas nesse caso significa a mesma coisa.

A Warner fazer um filme perfeito do Batman não é só uma obrigação ou um modo de concertar os erros, mas principalmente é uma maneira de respeitar os fãs e todos os envolvidos com as cagadas até agora e até lá. De brinde ainda veio um rumor de que haverá SIM um filme spin-off do Asa Noturna. Com isso a DC quer manter seu estilo sombrio, mas também balancear com personagens mais leves e voltados ao público adolescente – como o já confirmado filme das Sereias de Gotham, com a Arlequina, Hera Venenosa e Mulher-Gato.

O universo está se expandido, só resta tomar o controle necessário para ele não crescer demais e explodir para todos os lados. E que demore o tempo que precise, mas façam algo bom, pelo amor de Kal-El que morreu por nós.

  • rick88mota .

    A trilogia de Nolan é, de longe, a melhor coisa que existe de super-heróis para o cinema e acho difícil superá-la. Novos filmes do Batman justificam-se apenas pela perspectiva de se ganhar dinheiro em cima de fãs.

  • Lucio Castro

    QUE ASSIM SEJA