Dirigido por Barry Sonnenfeld o filme tem uma pegada de seção da tarde muito forte, com uma pitada de conscientização, porém com a historia e a moral do filme fracas, esta comedia/fantasia deixa muito a desejar.

Nos 10 primeiros minutos o filme é agradável, demonstra as motivações de Tom Brand (Kevin Spacey) – que no geral é bastante clichê- , e a premissa do filme (que mesmo que confusa) é aceitável. Mas com o passar do tempo, o filme repete muito as motivações de Tom e isso não é de maneira sutil : é o tempo todo; fazendo com que gere uma antipatia com o personagem.

No quesito humor, o filme é muito repetitivo. Tem um time bom mas é muito previsível, e se for para resumir todas as cenas de humor o filme só teria gatos fofinhos caindo no chão de maneira anormal.

O CGI do gato é péssimo, todas as cenas em que o gato tem um movimento ágil é possível perceber nitidamente o uso do CGI e isso não é uma ou duas vezes, é o filme todo. Os cenários também são todos feitos com o uso da tela verde, e nem a iluminação ajuda na cena, sem contar que tem uma cena em particular que chega a dar tontura.

O filme tem seus lados positivos ofuscado pela enorme falta de vontade dos produtores de esperarem o filme renderizar melhor, humor, CGI e uma historia confusa, da o filme o titulo de pior da semana.