Para comemorar o aniversário de 2 anos do FPS, no próximo dia 20 de setembro será lançado a mais nova expansão de Destiny: Rise of Iron que estará disponível para Xbox One e PS4 (Xbox 360 e PS3 ficaram de fora) e o jogador terá que ter o game base e todas as expansões anteriores para rodar o jogo.

Confira o trailer oficial aqui:

Rise of Iron conta com um novo local na Terra que estava isolado há séculos: as Terras Pestíferas. Nessas terras proibidas, os Senhores de Ferro não conseguiram derrotar o inimigo e esconderam, há muitos séculos atrás, um segredo que nunca havia caído em mãos erradas, até agora: demônios simbióticos atravessaram as muralhas ao longo da fronteira sul e encontraram a antiga tecnologia chamada SIVA, capaz de unir carne e metal em um só corpo, tornando os Decaídos uma ameaça maior e mais forte.

Fonte: Badcoyotefunky
Fonte: Badcoyotefunky

Sob o comando de Saladin, o último Senhor de Ferro, você vai participar de diversas missões para deter essa nova facção de Demônios Decaídos e o melhor: além de entender o que aconteceu aos Senhores de Ferro, irá contar com a volta do lendário lança foguetes Gjallarhorn nas batalhas. Todos os jogadores podem comprá-la na pré-venda ou fazer uma Quest beeem longa, coletando pedaços para forjar a Gjallarhorn prateada/preta.

Fonte: Pinterest
Fonte: Pinterest

Além da nova raid que contará com tecnologia SIVA nos equipamentos, Rise of Iron traz também novas armas, armaduras, área de patrulha (Plaguelands), área social (Pico de Fellowinter), assaltos atualizados, eventos públicos, mapas para Crucible, Strikes para três jogadores e novos chefes.

3_go-geek
Fonte : Activision

Ah, o nível de luz também subiu. Porém os desenvolvedores do game não revelaram qual será esse limite, deixando um mistério no ar. Com tantos conteúdos novos, imaginamos o que vai vir quando chegar Destiny 2 nas lojas em 2017…. Mas esse é um papo para outro post.

 

E aí, o que achou da nova expansão de Destiny?

Compartilhe e conte pra gente nos comentários.

Esse post é uma contribuição do Buscapé para o blog Go Geek.